Dicas para novos Dominantes

1. Você vai fazer merda.

Novos dominantes VÃO cometer erros. É um fato da vida. Para ser justa, Dominantes experientes vão cometer erros. Dominantes Intermediários vão cometer erros. Se você é um Dominante ou pensa em ser um Dominante, você vai cometer erros.

Aceite e siga em frente.

A única coisa que torna um erro pior é não aprender através deles. Use-os como uma oportunidade de crescer e aprender. Converse com pessoas sobre os erros. Descubra o que aconteceu de errado então nessa linha de pensamento não tente não cometer o mesmo erro novamente.

Se você agir como que tudo o que você faz é perfeito e sem falhas, então você é um idiota e qualquer um que fizer alguma “play” ou se submeter a você também será um idiota. Pois ninguém é perfeito. Entretanto o que podemos fazer é tentar aprender com nossos erros e melhorar as nossas habilidades.

2. Surrar alguém não torna você um Dominante does.

Qualquer idiota pode usar um “flogger”, “cane”, “crop”, usar rope, esmurrar, chutar, etc. A lista continua. Simplesmente porque você se tornou adepto em chutar alguém na bumda não o torna dominante. No máximo, faz de você um “Top”. Para registro, não há nada errado em ser um(a) “Top”. Porém nem todo “Top” é um Dominante. Para muitas pessoas, eles são termos completamente diferentes.

Há muito mais a ser um Dominante que simplesmente se envolver em jogo. Não confunda o que acontece em uma “play” como um papel absoluto de relacionamento.
3. Faça perguntas

Pergunte quantas questões puder para o máximo de pessoas que seja possível. Para cada idiota pomposo por aí que pensa que são bons para ajudar uma nova pessoa, haverá muitos mais que estarão mais do que dispostos em ajudar um novo(a) Dominante. Quase todos podem te ensinar alguma coisa, mesmo que seja o que não fazer ou o que você não quer fazer. Quanto mais perguntar as pessoas mais informado(a) você se torna. E não se limite aos Dominantes. Existem Submissos e Escravos por ai com uma riqueza em experiência e conhecimento no qual você enriquece. Seu conhecimentos são tão válidos quanto o dos Dominantes, então fale com eles.
4. Seja realístico(a) sobre quem e o que você é.

Se você der a sí mesmo o título de Sr ou Master ou Mistress e só enteve em cena por alguns meses, prepara para que riam de você. Seriamente. Não é legal. Agora, é claro, você é livre para referir a sí mesmo de qualquer forma que achar correta. Da mesma forma, as pessoas são livres para responder de uma maneira que acharem melhor. Se você é 26, 36 ou 56 anos e só foram envolvidos por 3 meses, talvez chamar-se MasterTony não é a melhor idéia. E esperar que as pessoas se referiram a você como tal, provavelmente não vai rolar.
Entenda que existem pessoas que passam anos antes de anexar um apelido(título) para si ou antes da comunidade lhes dar esse título. Respeite isso. Não tente fazer uma piada do seu tempo e energia, simplesmente porque você pensou que seria legal para adicionar Master ou Mistress para o seu nome. Especialmente se você não tem um ainda (ênfase no ainda – porque, quem sabe, isso poderia muito bem acontecer).
5. Só porque viu alguém fazer, não quer dizer que você possa.

Então você foi a uma “play” ou festa ou a uma Demo e alguém ou algo realmente legal e interessante. A pessoa fazendo isso fez parecer tão fácil que você está certo, que com sua vasta inteligência, que você também pode fazer, certo?

Errado!

A razão que deve ter feito parecer fácil deve se pois provavelmente quem o fez (quando a pessoa viu) já fazia essa atividade a algum tempo. Eles tiveram muita prática e estudaram sobre isso. Eles não simplesmente decidiram que iriam esmurrar alguém entre as pernas sem ao menos levar em consideração todas as coisas que vão naquele soco.
Quando ver algo legal que queira tentar, referência ao #3. Pergunte para a pessoa questões, desde que a cena esteja terminada ou talvez na conclusão da demonstração. Se estiverem dando uma demonstração, então estão ali para responder perguntas, então pergunte a eles e tenha certeza que sabe todos os detalhes da coisa legal antes de você tentar recriá-la.
6. Dominantes de Verdade comem Buceta(uhum traduzi assim…). Dominantes de Verdade chupam Pau.
A noção de que um Dominante não deva ou possa realizar sexo oral é uma das mais ridículas ideias existentes por ai. Como se o mero ato de colocar a boca na genital de alguém demonstrasse Dominação ou Submissão. Dominantes também podem colocar a genital de alguém no seu traseiro também. Não importa. Atos sexuais não definem um Dominante. A mente faz.

7. Nem todas as mulheres são Submissas. Nem todos os homens são Dominantes.

Se realmente acredita nisso, posso te apresentar algumas pessoas que darão testemunhos pessoais disso. Não padronize a noção de que a “play” é definida por gêneros, não é seu tempo nesse estilo de vida, especialmente se interagir em cena pública, será muito mais fácil se aceitar e agregar esse fato na sua psique.

8. Honrar a dinâmica de relacionamento dos outros.

Muitas pessoas tem dinâmicas e protocolos diferentes nesse estilo de vida. Quando em dúvida volte ao item #3. Porém quando estiver ciente delas, não as dispense simplesmente por causa que você as achar tolas. Na realidade, elas podem até ser. Mas se você for ou quiser interagir com indivíduos que seguem específicos protocolos/dinâmicas, existem somente duas opções. Ou honra as regras a fim de se associar com eles ou não mecha com eles de forma alguma. Já que foi o que eles definiram para sí mesmos, sua opinião terá um mínimo ou nenhum impacto, então reclamar ou ficar resmungando sobre não mudará nada. Um dia você poderá desenvolver dinâmicas ou protocolos que outros possam achar estranho. Pense no como gostaria de ser tratado nessa situação e então comporte-se de acordo. É engraçado como há aqueles que vão pedir para tocar em algum brinquedo de alguém mas pensar que podem tratar o parceiro de alguém como quizerem. Um tanto bizarro.

9. Nem todos os escravos são Submissos. Alguns Dominantes fazem Bottom (uhum contrário de top, vamos lá)

Talvez aconteça de você se esbarrar com alguém realmente, sádico. De vez em quando, encontrará uma pessoa para quem você realmente será um escravo. Há alguns Escravos que colocam o maior sádico Dominante no chinelo (tomando liberdades de novo). Confie nisso porém não julgue.
Você também pode ver ou ler a conta de um Dominante que gosta de ser açoitado ou apanhar com bengala (flogged or caned), não fique surpreso e não julgue.
você pode descobrir que talvez goste de ser açoitado ou apanhar com uma bengala. Se é o que você gostar, vá fundo. Isso NÃO vai diminuir você, a não ser aos olhos de pessoas insignificantes.
Para algumas pessoas, coisas podem ser masi fluidas do que alguns possam acreditar. Um(a) Dominante pode levar a surra do século e ainda continuar dominante. Nem sempre é a “play” que importa. É a mentalidade. Há momentos em que as coisas são somente físicas. É a forma em que a cena funciona naquele momento.

10. Dominante =/= Sádico

Nem todo o Dominante é sádico. Nem todo o dominante gosta de causar uma quantidade grande de dor. Nem todo o Dominante quer pessoas numa pilha de geleca Submissa.

11.Não messa você mesmo pelos outros.

Você tem de desenvolver o seu próprio estilo. Você deve conhecer o que lhe move e o porque. Não faça coisas só porque alguém está fazendo isso, pois parece legal ou pois achou um(a) Sub delicinha que está implorando para receber a mesma atenção. Se não é a sua praia, não faça. Pessoas são o melhor no que as inspira e não por ser legal e moda. Enquanto, como no ensino médio (segundo grau, secundário etc), há uma grande pressão nas cenas/estilo de vida BDSM, você tem de escolher se vai seguir o caminho ou, se fará o seu próprio caminho.

12. Mantenha a mente aberta

Há coisas como uma nova pessoa que não gosta disso assim em 2 ou 3 ou 10 anos em que você realmente esteja dentro. Esteja certo de tentar e aprender sobre coisas diferentes. Você nunca sabe o que te excita hoje vai balançar totalmente suas meias amanhã. Portanto, manter um olho aberto e uma mente aberta. Ele vai trabalhar para o seu benefício a longo prazo.

13. Questione-se

Um Dominante que não se questiona não é muito um Dominante. Um dos truques de ser um bom Dominante (se está interessado(a) nesse tipo de coisa) é olhar e reexaminar suas ações como Dominante. Descobrir o que você fez e porque o fez. As respostas nem sempre virão tão facilmente e nem sempre serão agradáveis. Mas Autoconsciência e introspecção são duas fundamentais ferramentas na caixa de brinquedos de um(a) Dominante. Use-as e com frequência.

14. Você não pode aprender tudo na Internet

Internet NÃO vai ensinar você como ser um bom Dominante. Vai apenas ensinar como ser um bom “TOP” . A internet está cheia de tons e realmente há uma grande quantidade de boa informação. Também está cheia de muita merda idiótica. Você não pode ensinar a si mesmo tudo. Este é um erro comum, Pois, como pode ensinar a si mesmo algo que não sabe? Procure outros que tem a experiência e se for de seu gosto, encontre um mentor. Se não quiser encontrar um mentor, estabeleça a sua própria “tribo” (i.e, grupo de amigos). Usá-los como uma caixa de ressonância e um canto para conselho. Obtenha informações da maior quantidade de pessoas que você puder, em seguida, torne-as sua. Não confie em sites como Fetlife para sua informação. Há muito mais para essas coisas que nunca aparecerá no Fet.

15. Seja honesto sobre a sua experiência

Se você esteve envolvido com BDSM por 10 anos, mas por 9 deles foram on-line, seja honesto sobre isso. Não minta sobre festas, clubes, masmorras, ou eventos. Seja honesto(a) sobre a sua experiência anterior, ou a falta da mesma. Você ganhará mais respeito dos outros e isso também irá acelerar sua habilidade de aprender. Isso também atrairá mais experiências se não fingir que já conhece de tudo. Uma coisa sobre comum no estilo de vida, uma pessoa experiente honesta, seja Dom ou Sub, pode sentir o cheiro de mentira de longe.

16. Tente descobrir que tipo de Dominante quer ser e trabalhar em relação disso.
Como mencionado previamente, há muitos tipos de Dominantes. Que tipo você será depende de você. Porém quando encontrar o estilo correto, mantenha ele. Esforce-se para ser o melhor que puder por aprender o quanto puder sobre esse estilo particular, infundindo o seu próprio estilo a ele. E não tenha medo de trocar as marchas quando não o seu trabalho para você. Afinal, esta é a sua jornada e seu caminho. Você é responsável por isso.

17. Switches não são confusos.
Este é um velho ditado . Switches não são mais confuso do que são os bissexuais . Se você pode aceitar a ideia de uma pessoa ser bissexual , você pode aceitar a noção de um switch. Você pode não entender, você não pode compreendê-lo ou você pode não se sentir confortável com a ideia de existir um switches. Quem se importa? Se você não é um switch, então isso não significa nada. Mas Switches fazem parte da nossa comunidade e seu papel deve ser respeitado tanto quanto você deseja que o seu seja respeitado .

18 . Nunca confie em uma bunda grande e um sorriso (ou seios ou pinto )

Desde o alvorecer da civilização, um rosto bonito ou bonito tem sido a ruína de muitas pessoas. Não seja um deles. Claro que é fácil encontrar alguém tão fisicamente atraente que isso é tudo o que você vê. Mas lembre-se, as pessoas são muito mais do que a sua aparência física. Só porque você gosta de seios grandes ou um grande pau não significa que deve ser o seu principal fator motivacional. Se você quer um relacionamento, então tenha isso em mente – e espero que a pessoa com quem você estiver em um relacionamento realmente tem os seios grandes ou pinto de seus sonhos.

19. Nem todo mundo tem de apresentar a você.

Você não é todo mundo é dominante. Nem todo mundo tem a chamá-lo de senhor ou senhora ou se curvar e beijar seu anel (ou botas ). Esse tipo de deferência vem com a experiência e provar a si mesmo . Só porque você se vê como um Dominante , não significa que todo mundo faça o mesmo. Trate submissos de uma forma que mostra o respeito básico e consideração. Não se permita ser como o DomfodãoSeAcha achando que você pode ser tão grosso que possa ser estúpido com mais alguém. Outros têm uma escolha e eles têm o direito de exercer essa escolha. Você não pode tomar uma decisão de alguém que você não está em um relacionamento com.

20 . Nunca pare de aprender

Não importa o quanto você aprenda, ou quantas pessoas você fala ou quantas aulas ou demos você assistir, você nunca vai deixar de ser capaz de aprender alguma coisa. Há muitas nuances e sutilezas para esse estilo de vida que se levam uma vida inteira para dominar e incorporar. Tudo o que não pode ser aprendida em poucos meses ou anos. Sempre esteja aberto para aprender algo novo. Esteja sempre aberto para o fato de que alguém pode te ensinar algo novo . Quanto mais você aprende , melhor você será. Mesmo que você tenha sido envolvido por 30 anos, ainda haverá algo para você aprender e crescer com .

 

Thank you to Lilith Blacke for translating the English version.

1 thought on “Dicas para novos Dominantes

  1. Pingback: BDSM Basics: 20 Unsolicited Tips for New Dominants | A Submissives InitiativeA Submissives Initiative

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s